Governador do Piauí discute protocolos de saúde para retomada das atividades econômicas
28/05/2020 10:31

O governador Wellington Dias planeja uma retomada das atividades econômicas de forma gradual, segmentada e regionalizada por territórios de desenvolvimento do estado. O assunto foi tratado em reunião, nesta quarta-feira (27), por videoconferência, com o Comitê de Operações Emergenciais (COE) para o coronavírus.

De acordo com o chefe do executivo estadual, a partir da análise da situação dos protocolos de saúde de cada território, pode-se avaliar a situação econômica. “Começaremos a estudar uma organização em cada território do estado para saber, por exemplo, quantos leitos clínicos e de UTI cada território possui, bem como o nível de infecção para, assim, se fazer uma avaliação de uma retomada ou até retraída, caso essa retomada faça com que os casos aumentem”, explicou.

Uma alternativa, segundo Wellington Dias, seria voltar essas atividades aos poucos. “Outro caminho é liberar as atividades de forma bem gradativa, de acordo com o risco epidemiológico. O que não vamos fazer é liberar as pessoas do grupo de risco, ou seja, as pessoas com mais de 60 anos e as com comorbidades. As empresas que forem reabrir precisam seguir um protocolo de saúde”, ressaltou o governador.

Alguns critérios serão considerados na tomada de decisão acerca da retomada das atividades, sendo o índice econômico representando 30% no peso dessa tomada de decisão e 70% como índice epidemiológico.

A diretora de Vigilância Sanitária Estadual (Divisa), Tatiana Chaves, apresentou um Plano de Contenção Simplificado que será disponibilizado às empresas de diversos setores para a reabertura. Será um protocolo com recomendações higiênico-sanitárias a ser cumprido pelas empresas, a fim de proteger tanto os colaboradores quanto os clientes. Esse plano é voltado às empresas com menos de 20 colaboradores, que não possuem Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

As empresas que possuem mais de 20 trabalhadores já têm como critério possuir Cipa que deve estar alinhada aos instrumentos de Saúde do Trabalhador e agora devem incluir os riscos ocupacionais da Covid-19 no ambiente de trabalho.

“O objetivo é minimizar a exposição dos trabalhadores no ambiente laboral ao retornar às atividades e, assim a propagação dos casos para a população geral. Recomendamos que os colaboradores sejam orientados pela empresa dos riscos e todos os cuidados necessários e deverão se cadastrar no aplicativo Monitora Covid-19”, afirmou a diretora da Divisa, Tatiana Chaves.

Os protocolos também devem ser estendidos aos servidores dos órgãos públicos estaduais, já em fase de apreciação pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência (Seadprev). Os documentos serão ainda disponibilizados para consulta pública.

Videoconferência com vereadores de Teresina

O governador Wellington Dias também se reuniu, nessa quarta-feira (27), por meio de videoconferência, com vereadores de Teresina. Na oportunidade, o chefe do Executivo piauiense introduziu aos parlamentares as ações desenvolvidas pelo Estado até o momento no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, bem como o atual estágio de proliferação da Covid-19 no Piauí.

Wellington também apresentou a proposta de um novo protocolo, que deve nortear o processo de reabertura do comércio e atividades econômicos em todos os municípios. “Nosso objetivo é de que, com a adoção deste protocolo, possamos regrar e acompanhar o retorno das atividades. Mantendo uma vigilância contínua, sempre acompanhada das normas de manutenção do distanciamento social e sanitização dos espaços, bem como da realização de exames clínicos dos funcionários que retornarão às atividades”, explica Dias.

A ideia de exigir um laudo clínico de todos os profissionais que devem retornar ao trabalho ganhou ressonância junto aos vereadores que veem a alternativa como viável. “Acredito que a exigência de exames clínicos por parte dos empregadores é uma boa alternativa para retornarmos gradualmente as atividades, uma vez que os testes para Covid-19 não são de fácil acesso e um parecer médico pode, se não diagnosticar a doença, mas identificar possíveis sintomas e indicativos”, lembra o vereador Luiz Lobão.

Questionado sobre a atual estrutura do Estado para controle da doença e atendimento das pessoas infectadas, o governador reafirmou o desafio em alcançar o número de leitos de UTIs tidas como ideais, que no Piauí gira em torno de 600, além de intensificar a testagem da população.

“Estamos caminhando para 40 mil testes realizados no estado. Somado a isso, fizemos um esforço para aumentar o número de leitos clínicos e de UTIs para termos uma margem que nos permita não colapsarmos. Nossa perspectiva é de que, com todos os poderes estabelecidos, prefeituras, câmaras de vereadores, Assembleia Legislativa, possamos resguardas a população em um trabalho que nos permita a volta das atividades com segurança e de maneira gradual”, pontua o governador.

Além dos leitos intensivos instalados nos municípios de Teresina, Parnaíba, Picos, Oeiras, São Raimundo Nonato, Floriano e Bom Jesus, o Estado ampliou o atendimento clínico para outros 21 municípios do interior, como Esperantina, Uruçuí e Água Branca. Ao todo, os 600 leitos de UTIs programados para atuação, também recebem o reforço de 48 ambulâncias que possuem estrutura de UTI móvel, para o transporte de pacientes que precisem de atendimento de maior complexidade.

Idealizador do encontro, o vereador Edilberto Borges, o Dudu, agradeceu ao governador pelo espaço e reiterou o compromisso da casa legislativa de Teresina em colaborar no combate à Covid-19. “Importante termos essa porta aberta com o governador para dialogar e nos familiarizarmos com o trabalho desenvolvido em todo o Piauí. O objetivo é de atuarmos em conjunto para o bem maior de Teresina e do Piauí”, diz o paramentar.

A também vereadora Cida Santiago cumprimentou o governador pelo trabalho desenvolvido até o momento e reforçou o posicionamento de colaboração. “Sabemos do desafio que vem sendo enfrentado em todo o país e nós, como vereadores de Teresina, nos dispomos a colaborar com o que mais for necessário para atingirmos os objetivos de resguardar a saúde pública dos piauienses”, disse a parlamentar.

Com informações CCom



Imagem: Piauí Hoje
RUA DESEMBARGADOR MOTA, S/N - BAIRRO MONTE CASTELO/TERESINA-PI / CEP 64016-270 - TELEFONE (86) 3326 2300. Copyright © 2019 - TV Assembleia - Assembleia Legislativa do Piauí