Governadores criarão câmara técnica e Piauí intensifica fiscalização nas divisas contra o covid-19
26/03/2020 09:07

Em videoconferência nesta quarta-feira (25), um dia após o pronunciamento nacional do presidente da república, Jair Bolsonaro, os governadores de Estados Brasileiros decidiram pela criação de uma Câmara Técnica para tratar sobre a contenção do Coronavírus e o apoio necessário nesse momento de crise que passa o mundo e trabalhar cada passo a ser tomado.

De acordo com o chefe do executivo piauiense, a posição do Fórum dos Governadores não mudou e os gestores escolheram trabalhar eixos prioritários: a Saúde, a Economia e o Social. “Nossa posição não mudou. Saímos daqui ainda mais unidos e fortalecidos”, afirmou.

“Nossos eixos prioritários são a Saúde e, aqui, a prioridade é a vida. Vamos trabalhar para a contenção do Coronavírus no Brasil. Na Economia, vamos trabalhar a proteção do emprego e, ao mesmo tempo, queremos uma medida mais ousada no Congresso Nacional e do Governo Brasileiro na proteção empresas e garantir principalmente os pequenos os autônomos e os que mais precisam”, disse Wellington Dias.

Na área social, Wellington Dias destacou o olhar especial para a população mais vulnerável. “Queremos uma posição clara de uma renda básica e, ao mesmo tempo, vamos seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde, do Ministro da Saúde. Nossas equipes técnicas devem seguir trabalhando em cada estado”, completou.

Fiscalização

As polícias Militar, Civil, Rodoviária Federal e equipes da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e da Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa), em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde, realizam um intenso trabalho de fiscalização com barreiras sanitárias nas divisas do Piauí com o intuito de conter a contaminação do coronavírus, intensificar o isolamento social e preservar a população piauiense do avanço da Covid-19.

As medidas seguem o que determina o decreto nº 18.902, de 23 de março de 2020, quanto ao fluxo de pessoas no estado por via rodoviária, aeroportuária ou marítima. Essas pessoas, ao ingressarem no Piauí, devem permanecer em quarentena mínima de sete dias.

As ações seguem ainda a nota técnica da Sesapi/Divisa nº 006/2020, que dispõe sobre orientações para o controle do fluxo de pessoas nas divisas do estado do Piauí e pessoas oriundas de outras regiões e estados, visando à prevenção e controle do vírus.

De acordo com a gerente de Atenção Básica da Sesapi, Dilia Falcão, houve uma união de forças de todas as áreas técnicas da saúde, que repassam orientações conforme o que é preconizado pelo Ministério da Saúde. “As equipes estão trabalhando em conjunto, parando ônibus não permissionários que vêm de estados como o Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Eles são parados e os viajantes identificados, orientadas a ficar em quarentena, é verificado se tem alguém com os sintomas, tudo isso conforme as recomendações do Ministério da Saúde”, afirmou a gerente.

As equipes que estão na linha de frente nesse controle receberam equipamento de proteção individual do Governo do Estado, por meio da Sesapi, como álcool em gel, máscaras e luvas. “Essa é uma situação que envolve a todos, e estamos garantindo nosso apoio incondicional a esta importante missão para o povo do Piauí. É preciso que haja acompanhamento e controle para não ter nenhuma disseminação do vírus por pessoas infectadas. Para isso, as barreiras foram montadas em cada município para que tenhamos um acompanhamento rigoroso”, destaca coronel o Lindomar Castilho, comandante-geral da Polícia Militar.

No município de Paes Landim, a 417 quilômetros de Teresina, o protocolo de controle está sendo seguido, bem como a triagem de todos os ônibus que estão entrando no município, onde ocorrem as abordagens e recebem orientações e determinações expedidas pelo serviço de saúde com objetivo de conter a contaminação pelo Sars-CoV-2 (Covid-19).

“Estamos adotando mais uma medida para fins de prevenção e controle da transmissão no novo coronavírus no estado. Com o apoio das polícias, prefeituras e secretarias de Saúde realizamos o monitoramento por meio das barreiras sanitárias”, reiterou o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Os pontos de fiscalização sanitária vão funcionar em caráter excepcional e temporário como medida de prevenção da doença, em fase de pandemia mundial.


Fonte: CCom - Por Tamyres Rebeca e Marília Andrade
Imagem: CCom
RUA DESEMBARGADOR MOTA, S/N - BAIRRO MONTE CASTELO/TERESINA-PI / CEP 64016-270 - TELEFONE (86) 3326 2300. Copyright © 2019 - TV Assembleia - Assembleia Legislativa do Piauí